Corzinha do verão não é mais para poucas

Marisa chega para a primeira parte da sessão assim, com cor de inverno. A pele mais branca típica dessa época do ano. O primeiro passo do processo é a esfoliação, que deve ser feita um dia antes do bronzeamento.

No dia seguinte, a cliente passa pela máquina moderníssima que bronzeia instantaneamente, utilizando produtos naturais e sem exposição aos raios UVA e UVB.

“Ela tem uma caraterística muito importante pelos produtos que são utilizados nela. Não estamos expondo o cliente ao raio UVA que é feito com outro tipo de bronzeamento. Vamos utilizar produtos à base de cana de açúcar, vitamina E, que é um antioxidante poderoso, é o aloe vera”, explica a proprietária da Clínica Márcia Fronza.

A máquina que foi adquirida pela clínica é liberada pela Anvisa e pode ser usada sem medo nem restrições: “Essa cabine é liberada pela Anvisa e o produto utilizado nela”, afirma a proprietária da Clínica Márcia Fronza.

Antes de entrar na máquina, a paciente tem os pés, mãos e unhas protegidas por um creme. Depois aprende as posições que deve fazer quando o processo começar para que a cor fique homogênea. E então começa o processo. Em menos de um minuto, ela está pronta. E a diferença já pode ser notada.

A personal trainer, Marisa Biesdorf, ficou surpresa com o resultado: “Achei um resultado muito bom, bem eficiente. Muito bonito e surpreendente.”

O bronzeado costuma durar cerca de 10 dias. Para aproveitar o máximo do efeito é só seguir algumas dicas básicas: “Durante seis horas a cor irá aumentar, então recomendamos uma roupa mais solta e leve, nada que interfira no efeito do produto, que vai fixando na pele de acordo com a melanina da pessoa”, disse a proprietária da Clínica Márcia Fronza.

Atividades físicas desgastantes devem ser evitadas nos primeiros dias, bem como atividades que envolvam água. Dessa forma, a cor demora mais para sair.

Fonte: RBA Notícias